domingo, 18 de outubro de 2015

Pára

O dia em que meu irmão virou feminista era uma madrugada qualquer.
O dia em que meu irmão virou feminista mudou muita coisa na nossa relação, ficou mais sincera.
O dia em que meu irmão virou feminista o olho dele ficou mais vermelho que qualquer droga.
O dia em que meu irmão virou feminista foi quando ele me abraçou muito forte e me deu muitos beijos na testa, enquanto chorava desesperadamente por mim.
O dia em que meu irmão virou feminista ele pediu desculpas incessantemente, não sei bem se foi pelo mundo machista, se por ele só ter mudado no dia ou se foi pelo que sofri na mão da sociedade machista patriarcal.
O dia em que meu irmão virou feminista ele percebeu que um ser que ele ama e que é tão boazinha se fodeu só por ser mulher.
O dia em que meu irmão virou feminista eu contei que falei para o Fulano que estava doendo e o Fulano, que era o namorado da época, me ignorou e continuou o ato por que eu era posse dele.
O dia em que meu irmão virou feminista eu falei: agora você entende que quando digo que só vou dançar na balada eu realmente só quero fazer isso.
O dia em que meu irmão virou feminista ele entendeu que a roupa não pede absolutamente nada.
O dia em que meu irmão virou feminista meu mundo ficou um pouco mais leve.
O dia em que meu irmão virou feminista eu fiz a diferença no mundo dele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário