terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Ah.
Quanto tempo que não te vejo,
meu amor.
como senti desejo
do seu toque em mim.

Da sua delicadeza
em meus lábios,
derretendo dentro de mim.
De sentir sua ternura
e seu calor.
De passar minhas mãos em ti
e sentir a luxúria
subir.
De sentir seu cheiro peculiar de flor.
Que faz meu sangue fluir.
De prender a respiração
pra não desmaiar.
De poder te amar.
pois já não tenho mais
coraçãoo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário