sexta-feira, 27 de maio de 2011

Diga-me Maria, por que quando os outros te pedem ajuda torna-se tão sábia quanto a vida.
Mas diga-me, Maria, por que és tão fria comigo?
Ficas muda e só me fita.
Com aquele olhar que me irrita.
Nem uma palavra sequer é dita.
Bendita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário