sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Vou-me embora daqui
Desse inferno de planeta
Dessa mediocridade
Dessa inferioridade

Ninguem é feliz aqui
Nada tem valor
Tudo é vazio
Assim como sua alma
Que não para de me torturar
Só raiva tem espaço.
Vingaça é lei.

Me diz
Onde fui parar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário