quarta-feira, 20 de abril de 2011

Água

Como gostaria de ser a água.
Eu, assim, mataria a sede de muitos.
Traria, clareza à muitas mentes.
Limparia a alma.
Habitaria lugares ainda desconhecidos.
Seria uma fonte de energia
e melhor de tudo,
ocuparia o lugar vazio em seu coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário