quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Silêncio falando.

O silêncio me atrai.
Seja pela calma que me transmite.
Ou pela curiosidade que me ataca.
Olhos que reforçam o silêncio,
me fitam sem vergonha.
Temo pela tentação.
A tentação de abrir a boca,
e perguntar o imperguntável e
não receber uma resposta.
Só o silêncio.
Meus dedos percorrem a boca,
na qual quero tanto que abra para
sentir o gosto de teu silêncio.
Logo sinto sua paz entrando em mim.
Seu silêncio me corrompe.
Escuto barulhos,
mas o silêncio permanece.
E quando vejo,
seu silêncio já me possuiu.

Um comentário:

  1. OOOOOOOOOi pescoçuuda, eu te sigo :D
    ah, e gostei do pergaminho, muuito bom! :D

    ResponderExcluir